FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 Vista aérea da Marina

Vista aérea da Marina
SLIDESHOW



FIGUEIRA DA FOZ (1930-1960)
Apontamentos sobre o turismo balnear

Trindade Coelho permite-nos descobrir os pioneiros da vilegiatura figueirense entre o grosso dos elementos da Academia coimbrã, dando nota de que esta constituía a base da elite social que acorre à praia figueirense, referindo que “os rapazes que frequentavam a Universidade costumavam passar na Figueira, à volta das férias grandes, os primeiros quinze dias do mês de Outubro.”

Na realidade, e nessa altura do ano, a Figueira, “era já Coimbra. Ou cheirava tanto a Coimbra que era como se o fosse”, refere o escritor.

O lento dissipar do “medo do mar”, essa aversão mental muito bem relacionada por Alain Corbin, em Le Territoire du Vide. L’Occident et le désir du rivage, o retomar das referências médicas sobre as propriedades terapêuticas das águas marítimas, o combate higienista da medicina do século XIX, permitiram desenvolver “novo uso” na ocupação do “tempo social”, confluindo, tal como anteriormente na Europa, para a emergência do veraneio em Portugal, ao longo do século XIX.

Atitude que, segundo Rui Cascão, paulatinamente implica a modificação de algumas paisagens litorais portuguesas e da sociabilidade entre a alta sociedade portuguesa, estando na origem da nova utilização do tempo pessoal e das zonas confluentes com o mar e rios.

Excerto da tese de mestrado de Carlos Manuel Nunes, intitulada "FIGUEIRA DA FOZ (1930-1960) - Apontamentos sobre o turismo balnear".

PARA LER NA ÍNTEGRA AQUI (formato pdf, 236 páginas)




Data: 2012-10-28

feed
mapa