FacebookTwitteryoutubeSlideshareAPP
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:

DESTAQUES

Sede da APFF - Porto da Figueira da Foz

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #3

Sobrevoando o Porto da Figueira da Foz #2

Porto da Figueira da Foz em movimento #1

Porto da Figueira da Foz em movimento #2

Porto da Figueira da Foz #Crepúsculo [VÍDEO-FOTO]

Inauguração do Prolongamento do Molhe Norte do Porto da Figueira da Foz (5)

Regata dos Portos do Centro 2011 - Figueira da Foz (2)

Assinatura do contrato de concessão dos Estaleiros Navais do Mondego - José Luís Cacho

Dia Mundial do Mar na Figueira da Foz - 2010 (6)


METEO
Tempo Figueira da Foz
TWITTER
LINKS




FOTOS

 Forte e Edifício-Sede da APFF

Forte e Edifício-Sede da APFF
SLIDESHOW


ESTA QUARTA-FEIRA, NA FIGUEIRA DA FOZ

‘À pesca de valor’ é o tema da conferência que vai realizar-se na Figueira da Foz, no Centro de Artes e Espetáculos (CAE), no dia 21, a partir das 15h00.

A sessão conta com a participação de José Apolinário, secretário de Estado das Pescas, João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz, Manuel Castelo Branco, presidente da Coimbra Business School, de Teresa Coelho e de Ana Paula Queiroga, da Docapesca, de António Lé, da Centro Litoral, de Sérgio Real, de A Poveira, e de Manuel Tarré, da Gelpeixe.



Até ao dia 31 de Julho, os pescadores vão poder apanhar 6.800 toneladas de sardinha, uma medida de gestão que complementa o período de interdição que vigorou em Janeiro e Fevereiro, segundo despacho publicado em Diário da República. Nada que surpreenda os pescadores figueirenses. «Foi a medida que o sector combinou com a tutela e que era o necessário para valorizar o trabalho do pescador e o recurso que é a sardinha», explicou ao “Diário de Coimbra” o Presidente da Cooperativa Centro Litoral OP.



PESCA DO BIQUEIRÃO

Desde segunda-feira que sete embarcações da frota figueirense se fizeram ao mar, não em busca de sardinha, já que a pesca deste recurso se encontra interdita, mas à pesca de biqueirão, pois o estudo do Promar indicava que os «pesqueiros eram na proximidade do porto da Figueira», designadamente na zona da Murtinheira e a Norte da Praia de Mira. Esta é a primeira vez que as embarcações de cerco desenvolvem a actividade em pleno inverno.



FIGUEIRA DA FOZ

Cerca de três dezenas de pessoas, munidas de galochas e luvas de borracha, aceitaram o desafio e colocaram mãos-à-obra ou, melhor, mãos no peixe. A segunda edição da «Despesca» - assim conhecida no mundo do salgado - decorreu a 19 de Novembro, na Salina Municipal do Corredor da Cobra.
O dia ensolarado ajudou marnotos, técnicos e também os voluntários desta que é uma actividade tradicional praticada há dezenas de anos pelos proprietários e marnotos das salinas.



ANTÓNIO MIGUEL LÉ

O Presidente da Cooperativa de Produtores de Peixe Centro Litoral, António Miguel Lé, disse que os armadores locais estão preparados para uma longa paragem, na sequência da quota nacional da sardinha ter sido atingida no dia 19 de Outubro. “A partir de agora, temos de aguardar até ao final da semana para ver se vai haver um reajuste na captura de biqueirão. Se não houver, a frota figueirense ficará parada até ao regresso ao mar, que pode ser em abril ou em maio”, declarou o empresário e dirigente ao DIÁRIO AS BEIRAS.



FIGUEIRA DA FOZ

O lago artificial, construído numas antigas salinas, recebeu nesta fase cerca de 10 mil peixes oriundos do braço sul do Rio Mondego (introduzidos
através da admissão de água). Dourada, robalo, linguado, algum sargo e tainha, estes são os primeiros residentes do Pescódromo de Lavos.



O Porto da Figueira é o segundo mais importante do país, em termos de descarga de sardinha e de valor. Abundância de sardinha já não é o que era. Agora, estuda-se o mar para a imposição de quotas.



FIGUEIRA DA FOZ

A EDP Distribuição interveio, recentemente, nas infraestruturas que garantem o fornecimento de energia eléctrica ao porto de pesca da Figueira da Foz. A empresa investiu cerca de 26 000 euros na remodelação do posto de seccionamento que serve o porto.



A Câmara Municipal da Figueira da Foz votou esta terça-feira, por unanimidade, uma proposta da oposição PSD que defende a supressão do defeso da pesca da lampreia no estuário do Mondego.



FIGUEIRA DA FOZ

A Polícia Marítima da Figueira da Foz interceptou sexta-feira um arrastão, a cerca de 10 milhas náuticas a Oeste do Cabo Mondego, que utilizava um dispositivo ilegal para reduzir a malha da rede de pesca. Em comunicado, a Polícia Marítima refere que durante a operação de fiscalização foram apreendidos cerca de 300 quilogramas de pescado, que agora será vendido em lota e cuja receita reverterá a favor do Estado.



NO PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ

Esta segunda-feira, 28 de Novembro de 2011, realiza-se na sede da Administração do Porto da Figueira da Foz, uma sessão de apresentação e divulgação do Projecto R-FISH.



feed
mapa
Publicidade